Revolução Generativa: um report da EloGroup sobre Inteligência Artificial 

Por EloInsights 

A cada ano, os ciclos de desenvolvimento e progresso tecnológico se renovam. O surgimento da informática, da computação pessoal, e das primeiras redes de fluxo de comunicação digitais foram, no passado, comparadas a uma terceira revolução industrial por conta de seu impacto sobre a economia, e sobre a sociedade num geral. Agora, em 2023, segundo o Banco Mundial, uma quarta e nova revolução industrial se apresenta, e no centro dela, uma das tecnologias mais comentadas e discutidas dos últimos tempos: a Inteligência Artificial Generativa 

Mas, simultaneamente, muitas perguntas importantes também aparecem: a IA Generativa terá mesmo todo o impacto prometido, ou será apenas mais um “hype” temporário, que vai cair no esquecimento na medida em que a próxima onda de “tendência mais quente do momento” inundar o noticiário? É justamente para responder a esta e outras perguntas de nossos clientes e parceiros que a EloGroup acaba de lançar o relatório Revolução Generativa: O Impacto da Inteligência Artificial nos Negócios 

Neste documento, produzido a partir do conhecimento já acumulado pelo nosso Studio de IA & Data Science, nos propomos a dar um panorama geral dessa tecnologia que vai, sim, transformar a forma como os trabalhadores do escritório, do conhecimento, e de muitas áreas, operam cotidianamente. Espera-se que o impacto seja na ordem de US$ 4 trilhões, em diferentes setores, domínios funcionais e indústrias: Varejo, Governo, Infraestrutura & Manufatura, Cadeias de suprimentos, Marketing & Mídia, Saúde, Entretenimento, Finanças, Educação, e muitas outras.  

O que traz o relatório?

O relatório apresenta conceitos básicos que auxiliam a compreender mais profundamente o funcionamento da IA Generativa, como Machine Learning, Deep Learning e Redes Neurais. Explica também quais foram os principais avanços tecnológicos que, nos últimos anos, permitiram um salto no desenvolvimento desses Grandes Modelos de Linguagem (LLMs), além de mapear os principais players que atuam hoje no segmento, no Ocidente e no Oriente, disponibilizando aos seus usuários modelos de nível “estado da arte”, hardware especializado, e outros serviços relacionados. 

No cerne do relatório, discutimos como aplicar, hoje, a IA Generativa na prática, e conseguir gerar valor real nos negócios. Explicamos como o GPT-4 pode ser utilizado de forma segura, sem incorrer no risco de ter dados organizacionais sensíveis vazados ou utilizados no retreino dos modelos. Lembramos que um projeto de IA é, na essência, um projeto de Advanced Analytics, e por isso demanda o mapeamento, organização e uso diligente dos dados de uma organização. 

Oferecemos dicas de trincheira, para projetos reais, contamos como já estamos utilizando o GPT-4 dentro da EloGroup para organizar e acessar o nosso conhecimento, além de casos de uso em projetos de nossos clientes.  

Contamos, por exemplo, como em atividades de especificação e detalhamento de histórias de usuários para um sistema inteligente de compra de um dos principais insumos de uma indústria, nosso time de consultores observou um ganho de produtividade de 67% ao adotar um processo de especificação utilizando prompts padronizados. 

E como fomos capazes de reduzir drasticamente, em uma empresa de utilities, o tempo necessário para a análise e classificação de reclamações de usuários detratores durante a jornada de solicitação de serviços. Por fim, exploramos pontos importantes de segurança, ética e boas práticas.  

Faça o download do report e inicie o seu mergulho no tema!  

Se tiver alguma dúvida, fale com nossos especialistas, e conte conosco para dar os próximos passos em sua jornada pela Inteligência Artificial Generativa.  

Enviar por email